Quem pelo alecrim passou e um raminho não apanhou, do seu amor não se lembrou.”

Já diz o povo.

Esta associação do alecrim à memória é lógica, já que é muito evocada

Desde a Grécia antiga que se usa o alecrim para favorecimento da memória em grinaldas de estudantes.

Eis Alecrim, isto é para a memória” – Shakespeare em Hamlet

Pode ser um aliado no alivio das dores de cabeça, sobretudo as causadas por esforço mental,  e no combate do cansaço frequente.

Eu que cresci com o alecrim (aos molhos) sei que esta é uma planta romântica, associada a amores e desamores, a campo e nostalgia.

Alecrim alecrim aos molhos
por causa de ti
choram os meus olhos
ai meu amor
quem te disse a ti
que a flor do monte
era o alecrim

Alecrim alecrim doirado
que nasce no monte
sem ser semeado
ai meu amor
quem te disse a ti
que a flor do monte
era o alecrim